99Food-closes-delivery-service-with-partner-motoboys-for-restaurants

99Food fecha serviço de delivery com motoboys parceiros para restaurantes

A 99Food encerrará o serviço de intermediação de refeições prontas. O aplicativo continuará funcionando normalmente como vitrine de produtos, mas a entrega ficará por conta dos restaurantes. Isso significa que os motoboys de entrega terão que estar vinculados aos estabelecimentos, ao invés de usar o aplicativo, como no rival iFood.

  • 99 vai reembolsar motoristas tributados em mais de 19,99%
  • 99Pay expande oferta de criptomoedas com Ethereum e lança cartões-presente

Em mensagem direcionada aos parceiros, obtida pelo jornal Valor Econômico, a empresa informou que interromperia as atividades com os entregadores cadastrados no aplicativo. A entrega seria progressivamente eliminada desde janeiro de 2022.

“Em busca de um modelo que entregue mais valor aos seus parceiros e à própria empresa, a 99 iniciou, em janeiro de 2022, a transição da 99Food para uma operação focada no marketplace, sem oferecer o serviço de delivery”, disse a empresa em comunicado.

Tanto os restaurantes quanto os entregadores já teriam sido notificados sobre a medida há algum tempo. A partir de agora, os trabalhadores terão que buscar uma nova plataforma, enquanto os comerciantes continuarão podendo vender produtos normalmente, desde que sejam responsáveis ​​pela entrega.

Fim do 99Food

A plataforma de entrega de comida 99 foi lançada em novembro de 2019, na cidade de Belo Horizonte (MG). Desde então, foi expandido para 59 novas cidades brasileiras em 22 estados, totalizando cerca de 114 mil restaurantes cadastrados.

Não está claro se o fim da operação será apenas no Brasil ou se afetará também outros países onde o serviço está presente. Colômbia, Costa Rica, Japão e México são países onde o serviço de entrega também atua.

Em janeiro do ano passado, a empresa anunciou o lançamento da 99Motos, uma solução de mototáxi que teria como ponto de partida a base de parceiros da 99Food. Os passageiros podem selecionar as motos no próprio app da 99, como uma alternativa mais econômica aos veículos tradicionais.

Também na mesma época, a Uber anunciou o fim do serviço de entrega de comida pronta Uber Eats. A empresa disse que ofereceria uma seleção de mercados, lojas especializadas, pet shops, floriculturas, lojas de bebidas e outros itens específicos. A justificativa seria uma ação planejada para concentrar esforços na parceria com a startup chilena Cornershop, especializada na entrega de itens de conveniência e mercado.

https://animamundi2019.com.br